MarketingPublicidade

Relacionamentos. Estratégias. Objetivos

Sei que às vezes estamos corridos e não podemos ficar lendo muito, por isso resolvi juntar 3 mini artigos em um artigo, sim isso mesmo. Espero que gostem. Para começo de conversa vamos falar sobre:

  • As agências e as relações com seus clientes;
  • Brindes como estratégias;
  • Objetivo verdadeiro da publicidade.

Espero que gostem, boa leitura galera….

 

RELACIONAMENTO ENTRE CLIENTE E AGÊNCIA

As relações entre cliente e agência são muitas vezes frias, a informação vem pequena, outras vezes minúsculas e a maior briefing sempre será da primeira campanha do recém-chegado cliente. Depois disso, se contentem com migalhas e pedaços de informações. Não. Isso está errado e no fundo todos sabem disso, mas evitam falar nisso para não aborrecer aquele que “paga as contas”.

Ao serem contratados a galera da agência recebe pressão para mostrar serviço, se gera uma enorme expectativa sobre o que vai ser entregue, a recepção do público e as vendas, o que isso vai ser transformado em vendas. Vendas, vendas, vendas. E depois da primeira campanha isso continua, quais serão as novas estratégias? O que eles farão diferente? E o digital? Facebook? Google? E caso sua agência seja fraca e ceda, ….  teremos um problema.

Vocês são os especialistas, vocês devem propor as melhores opções para o cliente, mas, com todas as informações em mãos. Diferente de relacionamentos não há muito tempo para namoro ou flerte nos negócios, então a sinceridade deve estar desde o primeiro encontro. Pois a melhor coisa que vocês clientes podem fazer por suas agências é dar informações. Convide-os para conhecer sua empresa, seus funcionários, passarem um dia vivenciando seu negócio, verificando como funciona, como pensam, onde dorme e o que fazem, pois isso não vai passar sexta feira no Globo Repórter né? É preciso pôr a mão na massa e descobrir. Colham depoimentos, façam pesquisas internas e externas, afinal agora vocês estão juntos, devem conversar, pedir conselhos, desabafar e comemorar planejar sonhar alto é um relacionamento que pode ser duradouro, mas não pode ser fortalecido apenas por um lado.

 

Photo by Didier Weemaels on Unsplash

NUNCA SE ESQUEÇA DO OBJETIVO FINAL. VENDER?!

Quero começar este artigo, lhe fazendo a seguinte pergunta: Qual campanha publicitária você mais gostou do último ano? Fique à vontade para pensar, seja ela ganhadora de prêmios ou não. O objetivo desta, vem na segunda pergunta: Você sabe o resultado da campanha? Se os objetivos foram conquistados? Se o impacto desejado foi atingido? Se aumentou o número de vendas do seu cliente?

Afinal, uma marca quer vender, lucrar, mas todos sabemos disso, sejamos sinceros não é mesmo? Se você se assustou ao ler isso, um conselho: troque de curso/ profissão.

Fiquem calmos, respirem, e talvez reduzam a dose de cafeína, no briefing que você recebeu tem um ou mais objetivos descritos, bom eu realmente espero que você tenha recebido um briefing no mínimo honesto, com todas as informações necessárias para criar uma campanha. Faço a ressalva, ainda existem muitos lugares nos quais o briefing, ou melhor “bife”, vem demasiadamente “malpassado”. Continuando em tudo que você for pensar, tenha noção dos objetivos, não deixe-os em segundo, terceiro plano.

Sei que todo criativo quer fazer uma campanha linda, digna de arrancar suspiros, elogios e comentários da população, faz parte, é nosso ego falando mais alto e até mesmo os mais humildes irão concordar. Contudo trabalhamos para passar de forma precisa mensagens que são de interesse externo, de diversas empresas, e ao obter êxito mediante essas ações ter seu reconhecimento, seja por bons salários, prêmios e pelas pessoas que passam na rua e veem um outdoor, anúncio de revista, jornal, ou qualquer peça que tenha a assinatura de sua agência e seu nome na claquete.

Um bom exemplo de campanhas que cumprem os seus objetivos são as de varejo agressivo, que fazem sucesso em diversas empresas, e mesmo que a maioria sejam poluídas, carregadas de informação, e, isso não quer dizer que seu público não tenha bom gosto, mas, se trata de perfis diferentes. Então não compare uma empresa de móveis planejados com uma rede de supermercados. Mais uma dica, para cada marca um perfil de público diferente, então não fale da mesma forma no segmento da construção como você fala com marcas de tênis.

Direta ou indiretamente, na atual cena capitalista, quanto mais você conseguir se aproximar e marcar seu público isso lhe será uma vantagem competitiva. Por isso notamos no dia a dia a presença cada vez mais fortes do marketing de experiência, conteúdo, relacionamento e demais ferramentas válidas para conquistar e fidelizar clientes.

 

Photo by rawpixel.com on Unsplash

BRINDES SÃO ESTRATÉGIAS PODEROSAS

Verbas reduzidas podem ser muito eficazes quando bem planejadas. É nesse ponto que entram os brindes. Pois se encaixam como uma ferramenta alternativa para atingir ou sensibilizar os clientes.  Antigamente bastava um texto criativo e o consumidor era atingido, contudo ao longo do tempo criou-se uma necessidade de envolvimento entre marca e consumidor.

E se ainda está achando que eles não são uma boa ideia para sua campanha, segura essa. Um levantamento recente feito pela Agência 96, mostra que um brinde bem planejado, gera experimentação, recompra, frequência, preferência e lembrança além de proporcionar felicidade para aquele serumaninho pae, essencial para nossas vidas.  Dentre outros dados levantados, estão que: 57% dos entrevistados trocariam de marca no ato da compra se o concorrente oferecesse um brinde que lhe despertasse interesse; 45% tornam-se fiéis a marcas que lhe dão esses brindes; 76% comprariam novamente um produto após ganhar um brinde relevante, isso claro se a experiência com o produto for boa e por fim 56% disseram que se o brinde for colecionável e legal, comprariam o produto novamente para garantir a coleção. E cai entre nós, eu adoro essas coleções, já tenho uma do Mc Donalds e agora comecei uma do Bob’s…

Vale o lembrete, não vá também air distribuindo brinde por ai sem um planejamento da ação, dinheiro não é aviãozinho de papel pra ser lançado ao vento.

Um brinde a vida. Até a próxima.

 

Share:

Comentários no Facebook