ComunicaçãoPropagandaPublicidade

O que falta para a sua agência?

Antes de mais nada, esse não é um artigo sobre lamentações do mercado publicitário, de maneira bem prática, se você está cansado disso tudo, tudo bem, sem problemas, é hora de rever seus conceitos, suas ideias e principalmente seus objetivos.

Quero abordar hoje sobre o que você fazer de diferente, para que a sua agência de menor expressão, a sua mediana de mais ou menos dez anos que se encontra estagnada e aspira por um novo gás, ou para a sua que se encontra cômoda e parada no tempo, vivendo a base de contas do Estado.

Até mesmo para as agências grandes que precisam remodelar seus formatos para se manterem atualizadas e mais do que isso, PRINCIPALMENTE, ser a ponta do navio que guiará seus clientes rumo ao futuro.

Observação: Cliente é uma relação de troca de valor, então que tal transformar o seu cliente em seu parceiro? Transformar uma relação com teor mais capitalista em um relacionamento? Acredite, isso lhe trará muito mais resultados, mas entenda é um processo lento e não um simples estalar de dedos.

 

COMUNICAÇÃO INTERNA DE EXCELÊNCIA

Acredite se quiser, um dos principais problemas em inúmeras agências é justamente a falta de comunicação interna, e reconhecer isso não é fácil muitas vezes, mas é preciso para colocar tudo nos eixos, para que o ambiente possa fluir naturalmente.

E como você pode melhorar isso? Primeiro, converse em particular se preciso com cada um, ou reúna todos e deixe-os de mente aberta e sem nós na garganta ou disse me disse. O Ego tem três letras, mas faz um estrago imenso na vida das pessoas, seja na carreira, entre as amizades e relacionamentos, então ao primeiro sinal de ego exagerado, tente mostrar a importância de não o ter.

Não sou uma pessoa formada em recursos humanos, psicologia ou um estudioso do assunto, mas perceba qualquer um pode concluir que a falta de comunicação é prejudicial, e é isso que quero demonstrar, a partir daí fica mais fácil trabalhar, buscar o apoio de uma consultoria ou outro recurso. Você trabalha com pessoas, demonstre humanidade e preocupação, existem dezenas, centenas de pessoas que dependem da sua agência, entenda seu papel.

 

INOVAR E SOLUCIONAR PARA CONTINUAR COMPETINDO

O mercado publicitário é extremamente competitivo, e para sua agência deslanchar, ou pelo menos não afundar, é preciso entregar mais do que o cliente pede. Isso é básico, você não trabalha em uma pastelaria e fica à espera do seu cliente para criar algo. Se você faz isso… eu SÓLAMENTOS.

Lembra que mencionei alguns parágrafos atrás sobre você transformar o seu cliente em um parceiro? Isso tem tudo a ver, se trata da sua agência abraçar aquela conta e planejar, propor, pesquisar muito além do solucionar de um problema, em tempos de inovação e futurismo se você não faz o básico, outra agência virá e fará, e muitas vezes por um preço menor.

 

INVISTA NA SUA EQUIPE

O maior capital de uma agência é a capacidade criativa, e quando digo isso não estou falando da criação, mas da aptidão de resolver e solucionar problemas, isso deve ser a grande força motriz da sua agência.

Como o Kléber Novartes diz: Uma mente aberta, pensadora e criativa é o maior patrimônio que uma agência de publicidade pode ter.

Traga cursos para a sua agência, convide outros profissionais para conhecer a sua agência, abra as portas sem medo, proponha debates, difunde conhecimento, incentive. Se você não fizer isso pela sua equipe, ninguém irá.

Existe uma palavra que contém um poder imensurável, mas ainda utilizamos com pouca profundidade ela: COMPARTILHAR.

Compartilhar é preciso, entre alunos, entre profissionais, agências. Fica uma menção e elogio para a agência Cuiabana Mercatto Comunicação, que tem trazido diversos debates para o seu “Papo na Laje”, abrindo as portas para todos os interessados.

Depois de trazer alguns pontos, você concorda que até agora eu não disse nenhuma novidade de fato? O mercado publicitário tem muito a melhorar, não espere uma onda revolucionária acontecer, saia na frente, se diferencie, faça o seu melhor.

Para terminar deixo a frase do Walter Longo, profissional que admiro, como lembrete:

Fazer comunicação na era pós-digital é como atirar num pato em pleno voo, você mira onde ele vai estar. Antes era preciso andar para não ficar no lugar, agora é preciso correr para não sair do lugar.

Share:

Comentários no Facebook