BrandingDesign

Logo. Como não errar ao criar.

Aí você pergunta, mas Arthur por que eu não posso usar o desenho do meu avô na logo? Ele fez quando era jovem, é tão lindo e tem um valor familiar incrível ou até aquele desenho da minha avó, está a tanto tempo na marca que ela não vai deixar tirar de jeito nenhum. Pois bem, calma. Isso aqui são dicas e adotá-las vão depender de você e dos envolvidos no projeto. Mas tenha certeza, não digo isso tudo da boca para fora, tenho argumentos e agora vou usá-los.

Vamos passear entre dicas do que não fazer e de como agir na hora de criar um logo.

 

PESQUISE REFERÊNCIAS

Veja como algumas marcas se posicionam, qual o conceito que elas utilizam em suas logos, o que é legal ou pode te inspirar.

 

COMECE RABISCANDO

Não abra diretamente o illustrator ou corel e ache que vai sair um insight logo de cara para criar um logo, depois de toda a pesquisa e idealização de um conceito para a marca, comece a rabiscar e somente depois de ter uma ideia formada passe para os programas de edição vetorial.

 

NÃO UTILIZE IMAGENS OU DESENHOS MUITO COMPLEXOS

Seu logo será usado em diversos materiais e mídias impressas e/ou digitais, logo elas devem ter visibilidade e não se tornarem um símbolo de difícil identificação.

Devo mencionar que até mesmo marcas antigas com desenhos complexos buscaram uma simplificação ao longo do tempo, mas ainda assim existem outras que ignoram isso e fazem sucesso.

 

NÃO SE ESQUEÇA DA REDUÇÃO MÍNIMA

Como disse anteriormente você fará a aplicação do seu logo em diversos lugares, por isso deve se atentar na hora de criar para que seja perceptível quando estiver em menor tamanho. De que adianta a logo ser linda e quando tiver que ser reduzida perder toda a sua força? E se ela virar apenas um borrão? Já imaginou? Deu aquele desespero? Calma, se você ler esse artigo antes de criar já estará mais apto para mandar ver naquela logo e deixar o cliente feliz da vida.

 

NÃO FAÇA UMA CÓPIA DO LOGO DO AMIGUINHO

Essa dica pode parecer a mais óbvia possível, mas sabemos que muita gente ainda faz isso, e para que tá feio. Com o branding em alta, a identidade de sua marca precisa se inspirar no que você deseja passar, sua marca deve ser única.

 

NÃO ENCHA DE DETALHES DESNECESSÁRIOS

Logos não são carnavais para serem muito enfeitadas. Tenha cuidado com o exagero, linhas demais, sombras, luzes, volumes, ou seja, não firule.

 

NÃO USE MUITAS FONTES

Lembre-se que a fonte utilizada deve ser harmônica com o ícone, recomendo até mesmo o uso de uma família tipográfica. O uso de várias pode deixar carregado demais e demonstrar caos.

E se bater a dúvida entre fonte com serifa ou sem, pense na impressão que quer causar.

Fontes sem serifas são utilizadas para chamar mais a atenção, deixar o visual mais clean e são mais flexíveis que as demais. Já as fontes serifadas possuem um visual mais clássico e tem as manuscritas que dão um ar sofisticados, mais pessoal, dentre outros tipos.

 

ELA POSSUI VERSÃO HORIZONTAL E VERTICAL?

É importante que o logo seja adaptável.

 

Galera, por hoje é só, espero que tenham gostado.

 

Share:

Comentários no Facebook